terça-feira, 9 de dezembro de 2008

De Quando Você Foi Embora

Você se foi e eu fiquei,
comigo ficou sua lembrança,
com você partiu minha esperança

Você se foi e eu fiquei,
no céu as estrelas brilharam,
mas dentro de mim tudo se apagou

Você se foi e eu fiquei,
a noite densa envolveu-me
e em alguma parte entristeceu você também?

Você se foi e eu fiquei,
no meu quarto escuro lembro a sua voz
no seu carro você lembra a minha?

Você se foi e eu fiquei,
a minha espera continua
e com ela as dúvidas

Você se foi e eu fiquei,
com você partiu minha esperança
comigo ficou sua lembrança

Você se foi e eu fiquei...

Escrito por Perséfone Hades(Bia Unruh)
Publicado em

http://www.usinadaspalavras.com/ler.php?txt_id=81273

10 comentários:

  1. "Vc se foi e eu fiquei..". As vivencias se tornam a memoria que a alma insiste em manter vida. Manter a palavra original redigida a inta e pena no livro das lembrancas. Lindo Poema. Momentos profuntos - por vezes clasificados de tristes - que acabamos por conhecer ainda mais mascaras que ha muito tinhamos nos esquecido.
    Obrigado pela visita no meu blog. Seu comentario. Apreciei muito e, como nao seria por menos, irei intera-lo em meus pensamentos.
    Confesso que a primeira caracteristica que me chamou muito a atencao fora seu nome. Ha de se ter muita coragem. Ainda busco a mesma nas descidas da escada de pedra.
    Abrcs
    Trujillo

    ResponderExcluir
  2. Belo poema, parabéns =]
    pode acompanhar meu blog sim, e grato pelo seu convite, vou seguir o seu
    abraço

    ResponderExcluir
  3. Obrigada!
    Já coloquei o Gadget dos REFLEXOS QUE ME ACOMPANHAM, fique a vontade.

    Quanto a meu pseudônimo, não é uma questão de coragem, talvez antes a covardia ainda em descer às profundezas do meu ser, embora estas descidas tenham sido muito gratas a mim até agora...
    Bjs
    Perséfone

    ResponderExcluir
  4. Nossa, muito obrigado pelo elogio.
    Fico muito feliz, principalmente por ter vindo de alguém que também escreve poesias (e tão bem) =]

    Posso voltar aqui mais vezes?


    Thiago Assis,
    www.thiagogaru.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada também, Thiago, e volte sempre.
    bjs
    Perséfone

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso poema!
    Nestes versos:
    ..."Você se foi e eu fiquei,
    no céu as estrelas brilharam,
    mas dentro de mim tudo se apagou"...sentí a minha dor, ao me despedir do homem que me faz sentir este Amor Insano (é real!).
    Nunca mais fui a mesma!!!
    Parabéns!
    Beijossss
    *Estou construindo o blog , aos poucos!

    ResponderExcluir
  7. Eh inevitavel que neguemos o que nos acontece ou o que sentimos. Nas palavras de outros ouvimos e comcamos a constatar que nos tornamos o que haviamos desejado ha muito tempo. Ainda prevaleco em minha opiniao. Sua conragem em Persefone eh de grande admiracao. Ja andeia por essas escadas, mas ainda nao fui a seu fundo por completo. Ja morri muitas vezes, mas ainda nao ocorreu os olhos de Hades em minha vida. Desses simplismente vi um rapido foco de luz e logo tornei os olhos para a parece, fria, segura do tato.
    Obrigado pelo outro comentario. Como sempre palavras especiais.
    Abrcs
    Trujillo

    ResponderExcluir
  8. oi obrigada por visitar o meu querida, e assim li teus belos poemas. São lindos, mim encontrei neste, De quando voce foi embora. parabens! um bjo pra ti

    ResponderExcluir
  9. A imagem fica, as palavras vão... perdidas,
    dentro de nós.

    Bjs,
    Si

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita, é muito estimulante que meus textos estejam sendo apreciados pelas pessoas, acho que esta é a realização de todo autor.
Beijos no coração de todos e LUZ sempre...
Perséfone